sábado, 22 de dezembro de 2012

A todos os Homens sós

Porque é (deveria ser) tempo de fraternidade.

 

Estou contigo, irmão, amigo!

Não há mais palavras. 
Só vergonha, uma vergonha imensa.

6 comentários:

  1. Homem só.
    Todos nós somos sós.
    Nem que seja lá, mesmo no fundo.
    Mas não é a nós que te referes.
    Referes-te aos outros.
    Sentes vergonha?
    E depois da vergonha...

    ResponderEliminar
  2. A cada Homem a sua solidão intrínseca.
    Este Homem só, é aquele que já nem sente que está só, tal é o abandono.
    Da vergonha deveria resultar acção, só que os outros, nós incluídos, na maiuoria dos casos mantemos a inércia.
    É mais cómodo.


    ResponderEliminar
  3. Quero deixar-lhe aqui, nesta sua casa, os meus votos de bom Natal. Já lhos deixei na minha casa mas fiz questão de vir aqui trazê-los como quem traz uma fatia de bolo.

    A si e aos que lhe são queridos desejo momentos de harmonia, alegria, paz.

    Um abraço, GL!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. UJM,

      Obrigada pelos seus votos, obrigada pela fatia de bolo.
      É bom, muito bom, tê-la por aqui.

      Abraço, óptimo(?!) 2013.

      Eliminar
  4. Olá GL,
    Vim retribuir-lhe a visita que fez ao meu cantinho, aquando da perda da minha gatinha Pipi, cujas palavras de conforto me comoveram imenso e que lhe agradeci naquele espaço com um grande abraço de solidariedade e amizade.
    Hoje dei uma passagem pelo seu cantinho e gostei muito de saber que uma das suas preocupações primeiras é olhar o mundo, a sociedade e o outro, temas que tocam também com a minha sensibilidade. Vou segui-la com todo o prazer.
    E como o Menino Jesus está a chegar, desejo que ele traga a luz da esperança para iluminar o caminho de todos nós. Tenha um Santo Natal.
    Um grande abraço
    maria eduardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Maria Eduardo,

      Visitar o seu cantinho foi um prazer. Encontrar pessoas com alma, pessoas que me parece partilharem dos meus valores, da minha forma de estar na vida, é extremamente gratificante.
      Sabe? Por vezes interrogo-me sobre que mundo desumanizado é este. É que poucos são os que sabem olham o outro! Olham, mas mas não vêem!

      Abraço, bom 2013.

      Eliminar