quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

O mundo das Letras, o mundo do nosso contentamento!

Estamos perante uma nova geração de escritores que nos enche de orgulho, um orgulho bom, cúmplice, comungado por todos nós, os amantes das Letras.


Vejamos:

Nuno Camarneiro 


 É distinguido com o Prémio Leya 2012, com a edição do seu segundo livro, intitulado Debaixo de algum céu.


José Luís Peixoto 




Em 2001, recebe o Prémio Literário José Saramago com o romance Nenhum Olhar. 
Em 2007, com o romance Cemitério de Pianos, é-lhe atribuído  o Prémio Cálamo Otra Mirada, atribuído ao melhor romance estrangeiro publicado em Espanha. 
Em 2008, recebe o Prémio de Poesia Daniel Faria, com o livro Gaveta de Papéis.



Valter Hugo Mãe 


                                      É o grande vencedor do Prémio Portugal Telecom 2012

Gonçalo M. Tavares


Vence o Prémio Fernando Namora 2012

Se bem que de uma geração anterior Lobo Antunes, através da sua belíssima escrita, é uma presença, uma companhia indispensável.




 Numa outra vertente que não o romance, convido-vos a ouvir Os mortos dos retratos, letra escrita por Lobo Antunes para o disco Moda Impura, cantado por Vitorino & Janita Salomé.  



2 comentários:

  1. Assim é, de facto, nesta mão cheia de poetas nossos...

    Continuação de Boas Festas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom, que gratificante, é ler estes Homens!
      Que haja alguma coisa que nos encha de alegria.

      Se bem que se me afigure difícil, desejo-lhe um Bom Ano, com tudo de bom.

      Eliminar