terça-feira, 5 de março de 2013

Desculpem!

Mas hoje?!
Não me apetece escrever.
Não me apetece falar.
Não me apetece pensar.
Não me apetece ouvir.
Não me apetece olhar.

Hoje?
Hoje quero fechar os olhos e acreditar num amanhã melhor.
Hoje quero sonhar com um qualquer futuro, com um futuro qualquer.

Hoje?
Quero viver a utopia.

Hoje?
Queria falar de esperança.

Hoje?
Hoje queria anular o ângulo de inclinação do plano.


Hoje?
Hoje queria eliminar o buraco negro.

Hoje?!




6 comentários:

  1. Como a compreendo!

    Abraço muito grande

    (hoje? Que ninguém seja uma só palavra)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje? Que ninguém seja só uma palavra, um número, uma abstracção.

      Abraço muito grande, Amigo.

      Eliminar
  2. Está desculpada. Até porque acabou de escrever e bem.
    :)

    ResponderEliminar
  3. Da minha parte, está desculpada. Era bom que os buracos negros que gravitam à nossa volta pudessem ser eliminados com uma simples intervenção humana, pois o mundo seria muito melhor e mais feliz, mas infelizmente estes buracos são bem negros,e estão fora do alcance do nosso poder.
    Um beijinho grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desgraçadamente assim é, ou assim pensamos ser?...
      A elasticidade da corda está a atingir o limite, logo...

      Beijinho grande.

      Eliminar