sábado, 16 de março de 2013

Hoje!

Hoje.
Hoje estou feliz.
Hoje estou, finalmente, apaziguada.

Hoje.
Hoje quero esquecer o mundo e a maldade.
Hoje quero esquecer injustiças e crueldade.
Hoje quero esquecer o lado negro e sombrio do Homem.

Hoje.
Hoje quero acreditar na viabilidade de um mundo melhor.
Hoje quero que habite em mim a esperança.
Hoje quero que me seja permitido sonhar.

Hoje!


Hoje.
Porque hoje soube existes.
Porque hoje soube que no ventre abençoado da tua Mãe, no teu tamanho quase sem tamanho, lutas por vencer obstáculos, lutas por crescer, lutas por viver.
Porque o teu Pai é um dos meus meninos de ouro, um "menino"/Homem também ele abençoado, também ele tão amado, tão desejado.

Hoje.
Porque hoje soube que existes.
Porque hoje, graças a ti, habita em mim o sol.

Porque hoje tenho um amanhã.
Porque hoje vejo futuro.

Hoje.
Hoje, amanhã , depois de depois de amanhã, cresce meu Amor, cresce.
Cumpre o caminho, as etapas que te são exigidas.
Cresce, meu Amor, cresce.

Amanhã.
Vem reconciliar-nos com o mundo, vem!


Vem, meu Amor, vem!


6 comentários:

  1. Gostei muito deste seu texto, do vídeo e de voltar a ouvir este poema lindo cantado também por Zeca Afonso "O meu menino é d'oiro", e aqui muito bem interpretado por Cristina Branco.
    Em 20/12/2011 postei no meu Blogue uns trabalhos meus com o título: "O meu menino é d'oiro" e que ilustrei com o poema do Zeca. Caso queira ver, julgo que vai gostar da minha escolha.
    Um beijinho e bom-fim-de-semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um texto escrito com o coração em festa, acredite.
      A canção do Zeca é de sempre, para sempre na sua intemporalidade.
      Terei o maior prazer em ir "espreitar" os seus textos. Obrigada pelo convite.
      Beijinho.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Três palavrinhas, três, mas que dizem tanto!

      Eis o exemplo da força, da imensa força da palavra.

      Obrigada, Amigo.

      Abraço nosso.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Obrigada, Daniel!
      É sempre muito bom tê-lo por aqui.

      Abraço.

      Eliminar