sexta-feira, 8 de março de 2013

Mulher, Homem, Criança

A cada um o seu lugar, a cada um o seu próprio mérito, a cada um a importância que lhe cabe na sociedade.



Aos defensores dos Dias disto daquilo e daqueloutro, respeito-os, só que não faço parte desse grupo.
A Mulher tem feito o seu percurso na tentativa de alcançar os tão almejados direitos iguais. 
Direitos iguais a...?
Há muita injustiça há, sem dúvida. Mas, - e no que respeita ao trabalho -, quantas vezes essa injustiça não é transversal aos dois sexos?
Falam em quotas? Onde fica a dignidade da Mulher que se sujeita a ocupar um qualquer lugar ao abrigo das ditas?!
Não, não quero ir por aí!
A Mulher deve ser respeitada da mesma forma que o Homem, no trabalho, como na família, como na sociedade. 
A Mulher deve respeitar, ela também, aqueles que lhe estão subordinados. 
Respeitará? Convido-vos a conversarem com um Homem que tenha por chefia uma Mulher.

Respeito?
A criança deve ser respeitada.
O idoso deve ser respeitado.
O mais fraco, seja qual for o motivo dessa fragilidade, deve ser respeitado.
O Ser Humano deve ser respeitado. Ponto!

Olhemos à nossa volta, olhemos o mundo. Há respeito pelo próximo, há?!

Não, não aceito descriminações, quer pela positiva quer pela negativa. 



6 comentários:

  1. È um direito que lhe assiste e que deve ser respeitado.
    Mas cuidado, os misóginos, os marialvas, os machos (não confundir com Homens) não sabem o que é a igualdade de género e convém agitar-lhes as mentes.
    bfs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, acredite, a misoginia não faz parte das minhas características.
      Há Mulheres por quem tenho a maior admiração. Mulheres que respeito, Mulheres que considero, pela força e verticalidade de carácter, pela capacidade de lutar pelos seus ideais, pelo respeito por si próprias, e essas, essas penso não terem necessidade de "Dias".
      Muito sinceramente, considera que é com "Dias" que se agitam mentes, que se acordam consciências?
      Quase me atrevo a garantir-lhe que não.

      Como sabe, o Dia Internacional do Homem que é celebrado a 19 de Novembro, foi criado tendo em vista atingir os mesmos objectivos, ou seja: igualdade, etc., etc., etc. Quantos de nós, Mulheres e Homens, nos lembramos dele? Quantos Homens - com todas as "subcategorias" que refere - sabem da sua existência?

      Defendo e respeito a igualdade seja em que circunstância for, logo...?!

      Boa semana.



      Eliminar
  2. Quotas, Discriminação positiva ( confesso que para mim esta é a melhor), Igualdade material, Dia Internacional...

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um "grupo" de conceitos(?!) bem interessante, o que refere!
      Já viu o ridículo das quotas? Já imaginou, num qualquer posto de trabalho, as implicações, as injustiças que o respeito pelas ditas pode ter? E a isso chama-se "igualdade"?!
      A discriminação positiva? Também me é igualmente simpática.

      Abraço.


      Eliminar
  3. Também respeito a igualdade seja em que circunstâncias for, mas infelizmente ainda temos muitas discriminações infringidas à mulher, por misóginos, marialvas, machos e outros tiranos que tais, que tratam a Mulher como se de uma peça obsoleta e inútil se tratasse.
    Que o DIA da Mulher e do Homem sirvam para que as diferenças se fundam, numa única palavra: IGUALDADE!.
    Um beijinho para si, GL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A IGUALDADE para muitas sociedades, penso, continuará a ser uma utopia.
      É que há vários factores, desde religiosos a culturais, que funcionam como "travão".

      Beijinho.

      Eliminar