sábado, 1 de junho de 2013

Em fundo.

A televisão ligada. Em fundo ouço um dos nossos governantes.
O que diz? Não faço ideia!

Não quero, não posso, não aguento.

Por que não se calam?
Por que se comprazem neste massacre?!

Levanto-me. Vou à estante. Revisito um livro, e outro, e outro ainda.

Páro.
Livro na mão, sento-me.

E...?


"Sexta-Feira Santa

A conversa era sobre Deus,
embora o teólogo estivesse inclinado
a pensar que fosse sobre outra coisa, 
pois era hora de jantar.
Pegou num cigarro e perguntou às senhoras se podia fumar.
Tinha devorado o pargo com honesto apetite
e elogiava as virtudes do cozinheiro.
Só Deus, algures, chorava sobre
os despojos da sua pequena criatura na travessa
a caminho da copa, antes da sobremesa."

Pina, Manuel António (2012). Poesia, Saudade da Prosa - Uma antologia pessoal. Porto. Assirio & Alvim. (pg. 39) 

E após a leitura fez-se Paz!

Bom Domingo! 



12 comentários:

  1. Bom Domingo!

    Um livro é sempre uma boa solução. Maravilhou-me com a beleza deste momento.
    Ignorar os nossos governantes, indignando-nos quando necessário basta. :))
    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o Domingo que já passou!
      E que bom foi o meu Domingo!...

      O livro não será uma das nossas melhores companhias? Ensinam-nos (alguns), divertem-nos (outros), fazem-nos meditar (tantos!)...

      Boa semana, Ana.
      Beijinho.

      Eliminar
  2. Criatura de Deus, o pargo. Qualquer dia já não há quem o coma...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qualquer dia já não há é possibilidade de o comer...

      Eliminar
  3. Gostei muito deste poema, tão profundo, de António Pina... e senti também uma paz muito grande após a leitura.
    Um beijinho e Bom Domingo, em Paz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também aprecio muito António Pina. No caso concreto deste poema delicia-me a aparente singeleza.

      Boa semana.
      Beijinho.

      Eliminar
  4. Olá GL

    A televisão vai moendo o juízo...e o livro é sempre melhor solução.

    Um ótimo domingo para ti

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aprecio o livro na mesma proporção em que vou abominando (cada vez mais!) a televisão.

      Abraço.

      Eliminar
  5. Eu também perfiro de longe ler um livro do que ver a Televisão
    que actualmente temos. Neste momento estou a ler: José Saramago 90 anos
    90 palavas(analisa personagens dos seus livros).
    Bj.
    Boa semana.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ver televisão, neste momento, só serve para expiação dos nossos pecados.
      Assim sendo, optemos pelo belo companheiro: o livro!

      Boa semana.
      Beijinho.

      Eliminar
  6. Agradecendo a visita e apreciando a boa poesia.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tem que agradecer!
      Quando tenho oportunidade gosto de deambular pela blogosfera.
      Parei no seu "Um inverno em Lisboa". Ainda que visto em diagonal gostei.
      Chegada ao post sobre o mar - uma das minhas paixões - quis deixar uma palavrinha.
      Quanto à poesia, que dizer? Que o António Pina não pára de nos encantar.
      Abraço.

      Eliminar