domingo, 18 de agosto de 2013

Afagos!

Belém, ontem.
Como descrever a paz que o meu tão amado Tejo me transmite?!
Como transmitir o orgulho de ver aquele misto de culturalismo proporcionado pela presença de gentes várias, de países vários?
Por isto -  ou por causa disto! - é sempre um enorme prazer enorme ir até lá.
 
Ontem, fim de tarde.
Gente que passeia. Gente que se cruza, que pára, que "bebe", tal como eu, aquela beleza.
Gente que fotografa, aqui, ali.
 
A certa altura, duas jovens adolescentes (alemãs?) fazem pose para a fotografia inevitável. Braços no ar, sorriso feliz num rosto feliz. Por enquadramento, a nossa bela Ponte.
 

Há momentos em que o possessivo me enche de orgulho.
Há momentos em que me sinto afagada por estes pequenos nadas.
É que fico a pensar que um pedacinho do nosso pequenino País vai voar, vai ser visto por outras pessoas, outras gentes, outros mundos.
 
E sinto-me bem, e sinto-me orgulhosa.
Num sentimento muito sincero desejo que voltem, que fiquem "presos" àquilo que é só nosso, apenas nosso: o País.
 
Sim há momentos em que o possessivo me afaga o ego!
 
 
Bom Domingo!
 
 

19 comentários:

  1. Bom Domingo com um excelente afago. :))
    É um afecto bom, sim, amar o nosso país.
    Beijinho. :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Ana!:)
      Um amor doce, um amor que tanto nos apazigua como nos dói.

      Beijinho.

      Eliminar
  2. Felizmente, turistas não faltam !


    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens razão!
      Aquela zona, particularmente, é uma privilegiada nesse aspecto...

      Mas vamos lá saber. E fotografias da sua autoria, da dita zona? Provavelmente tem n só que não as vi!:)))

      Beijinho.

      Eliminar
  3. Também me passeei neste fim de semana perto do nosso tão amado Tejo e fiquei igualmente orgulhosa por constatar que estes espaços irão "voar" virtualmente para lugares bem longínquos e levarão um pouco do nosso sol, da nossa maresia e dos nossos costumes.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sempre tão agradável, não é?!
      Levam um pouco de tudo isso e mais: levam um pouco do nosso calor humano, da nossa simpatia, da nossa arte de bem receber.

      Beijinho.

      Eliminar
  4. O Tejo é o meu rio -ali mesmo à beirinha do mar- e mesmo quando parto é para o seu serpentear que vai o meu último olhar.
    Boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como é que se pode viver longe do mar, como?
      Se alguma vez tiver(esse) de vivenciar essa situação, fá-lo-ia(ei) com uma imensa dificuldade.
      Abraço.

      Eliminar
  5. Olá Gl,

    Eu sempre tive (e terei) muito orgulho no meu País.

    Abraço grande.

    Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ricardo,

      Poderá parecer uma frase feita, qualquer coisa básica, mas o que é facto é que não há País mais bonito!...
      "Exagerada", dirá!
      Sem dúvida! Mas quando deixamos falar o coração em vez da razão...

      Abraço grande, Amigo.

      Eliminar
  6. O Tejo e o mar.
    Indispensáveis para viver, não me canso de o dizer. E essa é uma das nossas sintonias.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma de muitas - como já nos apercebemos -, e que gratificante é!

      Beijinho.

      Eliminar
  7. "Gente que bebe como eu aquela beleza" -----> precisamente. E estes momentos, sim, enchem-nos de orgulho, mas também o local nos enche de paz com a vista... eu sinto-o sempre mas sempre assim :)

    beijinho amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque será que gosto tanto do teu cantinho?!...

      Beijinho, Amigo.

      Eliminar
  8. Entrámos (quase) todos numa espiral depressiva, mas o nosso cantinho tem coisas fabulosas. Há que enfrentar a realidade, mas não podemos deixar de fruir o que de bom temos, o Tejo e muito mais.

    Beijo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos coisas lindíssimas, sim! Devemos, para bem da nossa sanidade mental, "bebê-las" sôfregos, "bebê-las" sem peso nem medida.

      Beijinho.

      Eliminar
  9. Lisboa de todos os encantos... e recantos.

    Belo teu apelo.

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De mistérios, de fascínios, de mouras encantadas, de...

      Meu Deus, como amo a minha cidade!:)

      Beijinho.

      Eliminar
  10. Portugal é dos países mais completos que conheço. Tem praias maravilhosas, o maior Vale Glaciar da Europa, lezírias e planícies, serras encantadas e encantadoras, vulcões, lagos e lagoas, etc, etc...Um país pleno de diversidade, de riqueza, de maravilhas, na Natureza, na Arquitectura, na História, na Gastronomia, etc, etc...É só escolher.
    Não conheço nenhum emigrante que não faça uma bela publicidade ao seu País: falando de locais imperdíveis, trazendo a nossa doçaria e vinhos para oferecer aos amigos/vizinhos/colegas do país de acolhimento. Cada um de nós, dentro e fora, um embaixador do País. É assim que nos vejo, que devemos ser.
    Beijinho grato por este post maravilhoso.

    ResponderEliminar