sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Não posso, não quero!


Não posso deixar de agradecer a todos os Homens, a todas as Mulheres que lutam, que dão a vida para salvar o Outro, movidos apenas pelo sentido do dever, dessa coisa, para muitos desconhecida, chamada solidariedade.
 
Não posso deixar de me associar à dor imensa dos familiares que os vêem partir, assim, sem mais nem menos, pagando caro, muito caro, a generosidade que os faz correr todos os riscos.
 
Para Vós, BOMBEIROS deste País, um País queimado, destruído, para vós vai a minha eterna gratidão, o meu imenso respeito.

São Pessoas como vós, com a vossa postura, que ainda me fazem acreditar no Homem.

Quanto aos culpados, aos responsáveis?!...


Haverá responsáveis?

10 comentários:

  1. Histórias profundamente tristes as destes dias!
    Os responsáveis? Quando a responsablidade se diz ser de todos e de tudo (os proprietáros dos terrenos, os próprios terrenos, as temperaturas, os ventos?) será sempre de ninguém (a descoordenação, a falta de formação de qualidade, os meios desadequados ou insuficentes?).

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Olá "GL",

    Permite que me junte a si nesta homenagem?
    Relativamente aos responsáveis, aos culpados, estou de acordo com o que a Helena escreveu, acrescentando ainda:
    a ganância de alguns, a loucura(?) de outros e a irresponsabilidade de muitos.

    Anónimo...Ricardo

    ResponderEliminar
  3. É sempre um flagelo por estas alturas que nos deixam apreensivos e apenas com palmas nas mãos aos chamados homens da paz, que tudo fazem para apagar o que outros literalmente incendeiam, por maldade, negligência e interesse...

    Um beijo amigo

    ResponderEliminar
  4. Há responsáveis sim

    ainda à solta no poder

    ResponderEliminar
  5. GL, lamento muito o que aconteceu. Vim agora de férias e estou ainda a inteirar-me das notícias.
    As nossas matas e florestas deviam ser vigiadas cuidadosamente e limpas com regularidade. Haveria muito emprego nesta área, se fosse uma verdadeira aposta, cuidar do nosso rico e vasto património paisagístico. Desde que me conheço, que todos os Verões, ocorre este flagelo dos incêndios. E os nossos bombeiros deviam ser mais respeitados e acarinhados pela coragem e abnegação que revelam. Lamento muito a perda de vidas humanas, sobretudo, daqueles que, generosamente, nos defendem a vida e um património que é de todos - a floresta.
    Um beijinho grato pela homenagem.

    ResponderEliminar
  6. A todos, o meu agradecimento por se juntarem a esta singela homenagem.
    As minhas desculpas por não responder individualmente.

    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Quando regressei tomei conta desta situação lamentável e triste.
    Junto-me tardiamente a esta homenagem.
    Beijinho. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Ana!

      Nunca é tarde para homenagear estes Homens, estas Mulheres, que continuam a morrer, imolados, como cordeiros sacrificiais.

      Beijinho.

      Eliminar
  8. Bonita homenagem aos nossos Soldados da Paz! Obrigada a todos do fundo do meu coração!
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada será de mais, Maria Eduardo!
      Ainda há pouco foi anunciada a morte de mais um bombeiro. Quem é que pode ficar indiferente a uma situação destas?

      Beijinho.

      Eliminar