sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Obrigada, Professor!

E hoje partiu!
 
Urbano Tavares Rodrigues, partiu. 
 
 
Chegou o momento, Professor, de voar para outros mundos, para outros universos.
Guardarei, bem fundo, o som da sua voz, a passada leve. Havia tanta leveza em si, Professor!
E era a magia das aulas em que as palavras eram quase sussurradas, a era a forma serena, doce, com que lidava e chegava aos seus alunos.
 
Em simultâneo com a "nossa" aula de Literatura, tinha a disciplina de História de Arte. O horário não permitiu alternativa, logo, nada a fazer. Quantas faltas dei História de Arte, quantas?! Faltar a Literatura Francesa? Nem pensar!
 
Lembra-se, Professor, dos triângulos amorosos que gostava de fazer? Era quase uma inevitabilidade! O que se divertia com isso! Lembra-se, de uma obra (qual? não me recordo?) em que o terceiro elemento era o gato? Ainda hoje lembro, deliciada, essa aula, a gargalhada geral, o riso solto da turma que sentia estar entre pares.
 
Mais do que Professor, era um Amigo.
Era o Mestre com quem gostávamos de estar.
O Mestre que nos ensinava segredos e vidas. O Mestre que mostrava o que era verticalidade de carácter.
Quanta noção de justiça, quanta!
 
Sabe, Professor? O Senhor pertence ao pequeno grupo dos que nunca partem definitivamente. Aquele que transmite saber, e em simultâneo, valores, nunca parte.
 
Até já, Professor.
 
Até sempre!
 
 

11 comentários:

  1. GL,
    Junto-me à sua bela homenagem: "até já, até sempre!"
    Beijinho.

    :)

    ResponderEliminar
  2. Os "Nossos" mortos continuam bem vivos a acompanhar-nos na luta pela "vida".
    Um beijo

    ResponderEliminar
  3. Junto-me igualmente à sua homenagem tão sentida! Como diz, não parte definitivamente, pois ficará para sempre presente no coração dos que com Ele privaram.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  4. Muito bonita homenagem, querida amiga.

    Um beijinho sempre amigo

    ResponderEliminar
  5. Comovente, para quem como eu reconhece em Urbano Tavares Rodrigues a centelha que marca, à nascença, os seres especiais.

    ResponderEliminar
  6. Partiu e deixa saudades. Muitas.

    beijinho

    ResponderEliminar
  7. As minhas desculpas por não responder, a cada um de vós, individualmente, mas o tempo é tão escasso!...

    Um obrigada a todos pela comunhão no respeito, na saudade, no reconhecimento do valor deste Homem Grande, por nós tão querido, tão amado.

    Abraço para todos.

    ResponderEliminar
  8. Ainda que atrasado ( como sempre), permita-me que me una a esta homenagem.

    Abraço grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca é tarde para se homenagear os Grandes.

      Abraço grande, Amigo.

      Eliminar