domingo, 5 de janeiro de 2014

O Homem!

Morreu um Homem que deve servir de exemplo: Eusébio, de seu nome.
Menino pobre, menino que alimentava o seu sonho com uma bola de trapos. Menino que se fez Homem, que singrou no mundo do futebol nunca perdendo a sua humanidade, a humildade, valores como Amizade,  respeito por si e pelo Outro.


 
Obrigada, Eusébio!
Que a lição perdure, que seja seguida pelas novas gerações.
A Humildade faz dos homens vulgares, Homens grandes.

16 comentários:

  1. Tive o prazer de o conhecer pessoalmente e fiquei impressionado com a sua humildade e grande coração. O mesmo que hoje cedeu...achas que morreu? Tenho a certeza que não...

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, estes Homens não morrem. Pena é que não tenham seguidores!

      Beijinho.

      Eliminar
  2. Junto-me à sua homenagem.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. Homens especiais, raros. É triste, mas é assim.

      Abraço.

      Eliminar
  4. E que se recordem dele, e honrem a sua memória, já no dérbi que se aproxima.
    Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quero crer que sim! Penso que Eusébio continuará a ser uma referência no mundo do futebol.
      Abraço.

      Eliminar
  5. A nossa homenagem ao desportivismo...à humildade...ao Homem!
    Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao Homem, à humildade, uma qualidade nada comum no mundo do desporto.

      Beijinho.

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Nem mais!
      Apenas um obrigada muito sentido.

      Abraço.

      Eliminar
  7. Aí sobe mais uma estrela, das grandes.

    bjs nossos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade! Mais um dos Grandes que parte.

      Beijinho para todas.

      Eliminar
  8. Permites que me una a ti nesta homenagem? Obrigado.

    Abraço grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim, uma homenagem mais que merecida! Bom seria que os "heróis" do presente aprendessem a sua lição, especialmente no que toca a humildade, a simplicidade.
      Os tempos mudam, os homens também, só que nunca para melhor.

      Abraço grande.

      Eliminar