quinta-feira, 5 de junho de 2014

Alguém saberá?


Se há coisas que me aborrecem sobremaneira é não perceber o porquê de coisas simples, sem importância, como por exemplo, o desaparecimento da barra lateral esquerda do blogue.
 
 
 
 
O que teria sucedido?
Dado não ter resposta para o "mistério", mesmo após várias diligências no sentido de perceber/resolver esta magna questão, resta-me prolongar a pausa.
 
Para todos, um abraço.
 
 

19 comentários:

  1. Não estará fora do teu ecrã ?
    Já tentáste centrar ?

    Mas em compensação, adorei aquele PONTO DE INTERROGAÇÃO !!!

    Um beijo amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João, desculpa, o comentário saiu fora de ordem.

      Beijinho

      Eliminar
    2. João, afinal o comentário desapareceu. Não há paciência!izia!
      No mesmo dizia-te que já tinha tentado tudo o que sugeres mas sem resultado.
      Obrigada, uma vez mais.

      Bom Domingo.
      Bj

      Eliminar
  2. Beijinho. Já vejo a barra, por isso está tudo solucionado.
    :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, ana!
      É caso para dizer: milagre!:) Ando a tentar resolver isto há dias.
      Beijinho.

      Eliminar
  3. Foi o Blogger que amuou! Está visto!
    :)

    ResponderEliminar
  4. Se alguém resolver o "mistério" voltas?

    Abraço grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando estiver a 100% decidirei. É que por enquanto ainda tem recaídas! :(

      Abraço grande.

      Eliminar
  5. Está aqui todinha.
    Como tal, e em bom chinês, mo man tai (não há problema) :))
    BFDS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro,

      Está ás vezes, nem sempre!

      Como é que isto se diz em chinês?:)

      Bom Domingo.

      Eliminar
  6. Tudo já conforme o figurino. E quem tratou de tudo, quem foi?
    Nada mais nada menos que uma daquelas duas velhinhas... (a da direita exactamente).
    Depois manda-lhe um cartão a agradecer. Elas gostam dessas pequenas atenções. :)
    Abraço (vou pedir-lhes para, de vez em quando, "desarranjarem" por aqui qualquer coisa, para te obrigarem a abrir de novo o "quiosque").

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Logo vi que quem resolveu o problema foi uma das velhinhas, porque o senhor PM, e com o devido respeito que V. Ex. me merece, nunca seria capaz de o resolver.
      Enviarei o cartão, tal como aconselha. Aliás, um conselho de V. Ex. é uma ordem.

      Honrada com a sua presença, apresento-lhe os meus respeitosos cumprimentos.

      A cidadã, GL.

      P.S. Já agora, e pedindo desculpa pelo atrevimento, agradecia que V. Ex., Sr. PM, não esqueça as velhinhas, as quase naufragas que tão bem conhece, mas também as outras que ficaram em terra.

      GL

      Eliminar
  7. o blogger tem caprichos que a razão desconhece...

    beijo

    ResponderEliminar
  8. Não percebo muito de novas tecnologias...mas por tentativa e erro...vou solucionando esses pequenos imprevistos! Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também segui esse princípio, só que o resultado foi nulo.
      Passados dias, vá lá saber-se porquê, o problema resolve-se. Enfim!...

      Boa semana.

      Bjs

      Eliminar
  9. Muitas vezes as pequenas coisas nos aborrecem com a mesma intensidade que as grandes, principalmente quando nos sentimos impotentes para solucionar esta 'pequena coisa'. Deixa quieto, amiga, e de repente a coluna volta a aparecer, o que não vale é que deixe o mundo da blogosfera, que faça órfãos todos os amigos que te seguem com tanto carinho e admiração.
    Talvez não seja eu a melhor conselheira, pois estou retornando de uma pausa que fui obrigada a fazer por milhares de circunstâncias. Mas a saudade que se sente de visitar os amigos e de receber suas visitas, de conhecer novas poesias e novos textos, de acompanhar um blog quando o seu conteúdo nos atrai, esta saudade amiga, dói muito e é ela quem nos faz retornar. Que a tua pausa não se prolongue tanto assim. Quem sabe vamos ter a ventura de ver-te regressar movida pela afirmação de que "Na minha imprevisibilidade, quem sabe se não volto amanhã?!
    Ficam estrelas nos sorrisos dos anjos e muito do meu carinho,
    Helena
    (http://helena.blogs.sapo.pt)

    ResponderEliminar