quinta-feira, 22 de maio de 2014

Fico, não fico? Eis a questão!

A cada dia que passa a hesitação, a dúvida: deixo a blogosfera, mantenho-me na blogosfera?
 
Não há qualquer motivo para optar, quer por uma, quer por outra das hipóteses.
A ser assim fazer uma pausa não será o mais acertado? Penso que o caminho é por aí.
Pausa, pois!

 

Neste intervalo sem prazo e sem data, deixo-vos com esta pequena maravilha: uma interpretação fabulosa de Diego Cigala e de muitos outros cantores e bailarinos de flamenco.
 
Os andaluzes defendem, orgulhosos, que o flamenco é  património da alma.
Alguém duvida?!
 Qual o povo que canta, dança, sente desta forma?
 
Amigos, aqui fica o meu: até já, até logo, até amanhã, até sempre.
 
Na minha imprevisibilidade, quem sabe se não volto amanhã?!



quarta-feira, 14 de maio de 2014

Reflexões que fazem a diferença.

Para aqueles que não tiveram oportunidade de assistir ao Programa "Livre Pensamento", na RTP, fica o convite.

 
Pela pertinência e lucidez da análise, é útil, pertinente e urgente, ouvir a professora Maria do Carmo Vieira.





Eis um pequeníssimo excerto das suas palavras. Ver e ouvir mais aqui.

"O Ensino do Português, de Maria do Carmo Vieira

“O ensaio O Ensino do Português salienta a existência de uma certa pedagogia
encarada como inovadora, mas que, na verdade, se baseia na aplicação de teorias
da educação ultrapassadas. Instalada oficialmente no ensino, desde 2003,
refletiu-se nos currículos, fomentando de forma leviana a
rivalidade entre Velho (o que não é bem-vindo e não tem carácter lúdico) e Novo
(o que é privilegiado por ser recreativo), com a consequente alteração de
vocabulário e de valores que caracterizam a Mudança instituída e a validam
acriticamente como certa. (…)”
 
 
Ouvir estas vozes nunca é uma perca de tempo, muito antes pelo contrário. 

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Há dias (poucos) assim!


Ontem.
Manhã, bem cedo.

O miminho.

Depois.
Lisboa revisitada em todos os cantos, recantos.

    Finalmente... 
Conhecem?
Dou uma dica: Coliseu dos Recreios. 

Espetáculo que acaba.

E é a noite de Lisboa. E é a magia!
Há dias assim!...

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Convite.


Queiram sentar-se. Estão confortáveis?

Que tal espreitarem um excerto do espectáculo gravado no DVD, esse que está aí no vosso lado esquerdo?


 
Gostaram?
                                              
Valeu a pena, ou não?!
 
 
 BOM FIM-DE-SEMANA
 
 

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Impossibilidades.


Não festejei o dia que hoje se comemorava. Em consciência não o podia fazer.
Quando o trabalhador é cada vez mais desrespeitado, quando o desemprego é a palavra de ordem, não, não posso festejar! Posso recordar, posso agradecer tudo o que se conquistou. Mas não consigo calar a revolta, a mágoa, o desencanto.
Não, não posso festejar!