quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Uma sugestão, apenas!

Um filme imperdível, este "Selma - A marcha da Liberdade".


 
A luta de Martin Luther King em prol do direito a voto dos negros continua a ser actual, mas tão actual. Porquê? Porque o caminho para a igualdade continua a ser uma utopia, hoje como ontem.
 
Direitos iguais? Que é isso? Que país os põe em prática?
Direito à não Discriminação? Existe? Na prática, no dia a dia, existe? Meu Deus! Basta olharmos o mundo, e nem é necessário estar muito atento.
Sejamos pragmáticos, chega de hipocrisias!
 
Descriminação, não, seja em que circunstância for, venha de onde vier, NÃO!
 
Quem considerar que esta é uma realidade/drama ultrapassados, resolvida/os, deve andar muito distraída!
 
 
 

20 comentários:

  1. Eu mesmo que andasse muito distraída, acho que não escapava.
    Vou ver o filme, claro.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho a certeza que vais gostar. Acreditas que estava a ver o filme e me lembrei de ti? Por que seria?
      Também olhas/sentes as injustiças, o desrespeito, a maldade/brutalidade com os "olhos" da razão, mas também do coração, e é aí que fazes a diferença.
      Um desejo? Que transmitas aos teus filhos esses valores, que sejam pessoas tão bonitas como a mãe.
      Beijinhos para todos.

      Eliminar
  2. Ainda não vi mas faz parte dos meus planos. Há Homens que perduram para sempre.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vale a pena, Ana, se vale. Mas sabe? Saí do cinema com uma imensa angustia, não só pelo tema em si, mas porque já não há Homens que lutem por Valores, por Direitos, por Dignidade. Não, as lutas agora são outras, absolutamente obscenas, tristes.

      Beijinho.

      Eliminar
  3. Boa partilha

    Um filme só pelo tema imperdível

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Imperdível, mas sem dúvida.

      Bom Domingo.

      Eliminar
  4. Um filme que quero ver quando passar em Macau

    ResponderEliminar
  5. Respostas
    1. A não perder, é mesmo.
      Até diria mais: a ver, e com carácter de obrigatoriedade, pelos responsáveis das ignominias que afligem as nossas sociedades.

      Beijinho.

      Eliminar
  6. Um filme fascinante, sobre uma personagem tão carismática...
    Acho que verdadeiramente, o mundo ainda não se recuperou da sua perda... na luta contra o preconceito... ainda é Luther King, que surge sempre à frente da lista, das personalidades, que dedicam (neste caso, dedicaram) a sua vida, a defender causas idênticas... pelo menos, para mim...
    Sem dúvida, para quem possa ir ver, por estes dias... um filme absolutamente imperdível...
    Beijos, GL!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem vai recuperar, e por uma razão simples: já não existem Homens assim. Homens com aquele carisma, aquela força, aquele sentido de liderança no que a mesma tem de bom.
      Agora temos toda uma inversão de valores, se é que se pode considerar como "valores" as "causas" que levam a que façam as maiores atrocidades.

      Beijinho, Ana.

      Eliminar
  7. Não irei ver porque não posso...mas nunca é demais chamar a atenção/lembrar/recordar situações sempre tão reais, infelizmente digo eu!

    Beijos e um bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que pena, Fatyly!
      Situações "sempre tão reais", diz bem. O racismo, as desigualdades, nada disso foi abolido de forma definitiva. Se olharmos, atentamente, ainda encontramos muitos sinais de racismo, e isto a vários níveis. Quanto a desigualdades? Ai, Fatyly, até dói falar nisso!

      Beijinho.

      Eliminar
  8. Respostas
    1. herético, se puderes vai ver.

      Beijo. Amigo.

      Eliminar
  9. Raramente vou ao cinema, devido a minha condição de desempregada..:-(( mas tenho um site de filmes..."http://www.filmesonlinegratis.net/" onde consigo ver tudo o que acho que vale a pena.
    Infelizmente, ainda não apareceu no site (mas espero que apareça) A Marcha da liberdade,para o poder ver.
    Os filmes nomeados para os Óscares, O Jogo da Imitação, O Sniper Americano e a TEORIA DO TUDO, já os vi..:-.)))
    Aconselho-te vivamente veres este ultimo, porque é a biografia do astrofisico Stephen Hawing, que tem uma doença motora degenerativa a partir dos 21 anos.e hoje com 72 anos continua a escrever
    O actor que interpreta o papel, "Eddie Redmayne" para mim desconhecido até ver este filme está proposto para o Óscar de melhor interprete.
    É absolutamente fantástica, na minha óptica, esta interpretação. Se não o ganhar é uma pena.
    Beijinho e bom fim de semana
    Teresa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Teresa,

      Não conheço esse site, tenho que ir "espreitar". Se vês através dele, óptimo, é bom é que se possa ver.
      A "Teoria do Tudo" está na calha. Logo que possa irei ver, mas sem dúvida.
      A "história" de Stephen Hawing sempre me fascinou. Admiro aquele Homem de forma incondicional, não porque conheça o seu percurso, particularmente em termos pessoais, mas pele génio que é. Um Homem acima, muitíssimo acima de qualquer um, e não falo dos medíocres, claro.
      Uma amiga já me disse que a interpretação de Eddie Redmayne é notável, o que me deixou ainda mais curiosa.

      Bom fim-de-semana.
      Beijinho.

      Eliminar
  10. Ando um pouco arredada do cinema,mas agradeço a sugestão*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É pena, Til, penso que irias gostar.

      Beijinho.

      Eliminar