segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Factos, sem importância, mas...?


... mas que intrigam.
 
Alguém sabe explicar porque é que há blogues de enorme qualidade que não têm um comentário, e outros, que enfim, - não, não vou classificar! - e têm uma infinidade deles?!
 
Há um blogue - também não vou referir qual - que sigo desde que criei o meu, que a "dona(o)" raramente "alimenta", e que não deixo de seguir. Porquê? Porque aquilo é outro mundo, outro universo, outra forma de ver o mundo, de estar nele.

 
 
Um voto? Que se mantenha nesse cantinho quase só seu, mas tão gratificante, tão rico de sabedoria. 

Que interesse tem isto, questionar-se-ão muitos de vós. É que, e por estranho(?) que possa parecer, são estes "pequenos nada" que nos podem ajudar a perceber a sociedade - triste - em que vivemos.

 

31 comentários:

  1. Compreendo a sua surpresa! Quando iniciei o meu blog...não sabia da existência dos comentários e passados meses é que me apercebi desta troca de mensagens! É um mundo... um pouco complexo (ou não!)!!! Por exemplo os blogs que sigo...comento mesmo que não me visitem pois fazem abordagens que me interessam!
    Tenho adicionado um leque variado de blogs pois o meu blog tem um pouco de tudo...sobretudo muito de mim!
    Tenho consciência que há blogs que gosto e que não visito tanto...apenas por uma razão...venho pouco
    ao pc e é mais fácila retribuição das visitas! BJ AMIGO E GOSTO MUITO DE PASSAR POR AQUI!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem sequer é surpresa, Graça, já me apercebi deste facto há imenso tempo.
      No fundo, e para lhe ser honesta, nem sequer ligo muito a isso. É óbvio que tenho o maior prazer nos comentários aqui deixados e, por vezes, também não "cumpro" aquilo que era suposto: visitar e comentar quem por aqui passa. Gosto de ver esta partilha como um prazer reciproco, nunca como sendo uma obrigação.
      A questão é outra: é o não reconhecimento da qualidade que faz a diferença, isso é que me entristece.

      Obrigada pelas palavras simpáticas. Se retribuo? Claro que sim!:)

      Beijinho.

      Eliminar
  2. Às vezes é apenas uma questão de divulgação.
    Ou falta dela...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei se será apenas isso, se bem que esse aspecto tenha muito peso.

      Eliminar
  3. E a Frida Kahlo tem a ver com esse tal blog?
    Sim porque o tal blog não é o meu :))
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem blog? Ai tem? Hummm! Muito me apraz registar essa informação!:)
      É bom não esquecer que a curiosidade matou o gato, logo, a sua interrogativa fica?...
      Exactamente, é isso mesmo!:)

      Abraço.

      Eliminar
  4. Passando por aqui, antes de finalmente me ausentar por um tempinho... e agradecendo a atenção, por lá no meu canto, GL...
    Em relação ao post... falando por experiência própria... salvo algumas excepções... na maioria dos casos... e diga-se o que se disser... a coisa funciona mesmo na base do... quem não comenta, não tem comentários... independentemente da qualidade do conteúdo, do que se publica.
    Tenho conhecimento de blogs, que têm excelentes conteúdos, com visualizações de quase 100 pessoas por minuto, e poucos comentários... porque os autores dos blogs, não terão disponibilidade para deixar comentários noutros blogs, pela exigência das suas contantes publicações, muitas vezes associadas a publicidade... cuja atractividade funciona quanto ao número de visualizações diárias, e não ao número de comentários...
    Eu por mim, também gosto de blogs que não têm quase nenhumas visitas... e faço questão de os manter na minha lista de favoritos... pela qualidade que apresentam... e posso dizer, que em alguns blogs, sou eu das poucas pessoas que por lá deixa comentários... e as pessoas poderão até nem me deixar nenhum comentário, possivelmente por nem terem disponibilidade, ou vontade... pouco importa...
    E também há blogs, que se propõem a uma única publicação semanal... pois assim terão uma semana pela frente para produzir um bom contéudo na publicação seguinte, e ter disponibilidade para visitar e comentar, quem os visita... assegurando por exemplo, qualquer coisa como uma centena de comentários semanais ou mais... normalmente são estes os mais populares... e com uma excelente estrutura de divulgação, muito bem equilibrada...
    Também há alguns blogues de publicação mensal... por exemplo uma enorme reportagem fotográfica sobre qualquer tema... que pela mesma ordem de ideias, poderão assegurar sem problemas, varias centenas de comentários por mês... assegurando assim visitas de retorno e uma boa divulgação...
    No fundo... na vida real... amor com amor se paga...
    Na blogosfera... comentário, com comentário se paga... na grande maioria das vezes... quando os seus autores não têm interesses publicitários envolvidos nos mesmos... pois se perseguirem grande número de visualizações... não terão disponibilidade para deixar comentários... alguma coisa, terá de ser abdicada...
    E muito resumidamente... é mais ou menos assim, que a blogosfera funciona...
    É claro que quem não se propõe a visitar muitas pessoas, e independentemente do conteúdo que produza... poucas visitas terá... e bem menos comentários receberá... E será um blog que funcionará num circuito fechado, para alguns amigos...
    E já nem estou a falar de redes sociais... algo que eu exploro pouco... apenas o Google+... que sem muita disponibilidade para o mesmo, no meu caso assegura-me mais de 600 seguidores... se lhes dedicasse mais atenção, por exemplo... e me limitasse a uma publicação semanal... provávelmente já teria alguns milhares de seguidores... e mais alguns comentários do que os que tenho...
    E aqui fica um pouco, da minha experiência pessoal, no mundo dos blogues, e do seu funcionamento...
    Beijos, GL! Até breve! E uma vez mais grata pela atenção e simpatia, por lá no meu canto...
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tem que agradecer, ora essa! :)

      Que belo comentário o seu, Ana, um comentário que toca em todos os aspectos pertinentes e esclarecedores de muito do que é este mundo.

      Estamos perante uma questão aparentemente simples, mas que, na realidade, dava "pano para mangas".
      Há aqui muitos factores a ter em conta, há interesses - quando se trata de publicidade, por exemplo - há uma infinidade de motivações que levam a que as pessoas ajam de determinada maneira, nada disto é por acaso.

      Um exercício simples, Ana.
      Uma mesma pessoa publica hoje um post sobre um passeio, uma viagem, um acontecimento que lhe deu prazer e os comentários "chovem". No dia seguinte publica um outro sobre a actualidade, como politica, educação, saúde, etc. Aqui o número de comentários começa a descer, mas se essa mesma pessoa de seguida publicar um post sobre algo que "incomoda" (o que isto me indigna!), como por exemplo, a velhice, a criança que tem qualquer problema/deficiência, o sem-abrigo que dorme na rua, etc., etc., aí os comentários caiem de forma a não deixar dúvidas.
      Dúvidas sobre quê, Ana? Sobre os verdadeiros interesses da sociedade em que vivemos, e é isto que não suporto.
      Pessoalmente, e como já afirmei acima na resposta ao comentário da Graça, nem dou muito importância a isso. É óbvio que gosto muito das pessoas que por aqui passam e deixam uma palavrinha, mas se não deixarem não é isso que me entristece.

      O que me causa este desconforto é ver como pessoas de tanto valor intelectual não são devidamente reconhecidas. Esta atitude só pode remeter para a mediocridade que campeia por aí, e disso não gosto, assumidamente.

      Até breve, Ana, tudo de bom!
      Beijinho

      Eliminar
    2. No que toca às temáticas, GL... passeios, viagens, acontecimentos e interesses de que gostamos... serão temas, digamos que neutros, pacíficos e consensuais... pouco dados a polémicas.
      Não implicam tomarmos uma verdadeira posição sobre... uma opinião sustentada... por isso sempre mais atractivos aos comentários...
      Sobre política, educação, saúde, velhice, pobreza, deficiências... talvez haja quem não se sinta à vontade, para se expor demasiado, ao nível das suas convicções, ou forma de estar... quando emite opiniões sobre tais assuntos... e por isso talvez sejam temáticas, em que os comentários se tornem mais diminutos, no geral... no limite, porque talvez são temas com que ninguém se gosta de confrontar... ou porque talvez os entendam como não sendo temas que digam respeito a si mesmos... mas ao mundo dos outros... e tudo o que não nos toca... não nos diz respeito... e por isso, não nos pronunciamos... e é assim que as coisas funcionam, na geralidade... por esse mundo fora... e fica sempre mais fácil optarmos por uma... não opinião...
      Realmente, GL... um tema que daria pano para mangas... e uma interessantíssima abordagem sociológica...
      Beijos, GL!
      Até breve!
      Ana

      Eliminar
  5. Até que enfim que alguém aborda esta situação!
    Já estive para o fazer mas, em face do meu mau feitio, iria saír chumbo do grosso.
    Pergunto, com a resposta na mão, por que motivo os bons blogues, aqueles que 'têm gente dentro', os que 'depois de expremidos deitam sumo do bom', são pouco visitados e quase nada comentados?
    Por outro lado, constata-se que os blogues com cheiro a pornografia e outros cujo conteúdo é altamente duvidoso, são campeões em visitas e comentários.
    E depois ... bem, depois há aquela situação que me irrita, embora respeite a opção de quem assim procede. Refiro-me à ausência de comunicação. Na falta de 'feed back', a coisa fica assim como que sem sabor.

    Beijinho GL.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Questões que me vêm acompanhando, e cada vez mais.

      Há por aí chumbo? Pois que venha ele, e do grosso mesmo. A resposta parece óbvia, mas...? Gente, de GENTE feita, é coisa que cada vez interessa menos.

      Ausência de comunicação? Já me tenho questionado sobre isso, mas cheguei à conclusão(???) que a maioria dessas pessoas fazem do blogue o seu "amigo", aquele a quem confiam tudo sem reservas. Não haverá como que uma espécie de catarse nessa atitude? Não será uma forma colmatar falhas, faltas, vazios? Será isto, não será? Fica a questão para a qual não tenho resposta.

      Beijinho.

      Eliminar
  6. GL,
    Não lhe sei responder.
    Mas é pena. Vou a poucos blogues. Também não sei a qual se refere mas que transmita muito oxigénio porque nos tempos em que vivemos precisamos.
    Gosto da Frida Khalo apesar da sua amargura.:))
    Beijinhos. :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ana,

      A resposta é capaz de ser triste, e lamentavelmente, demasiado óbvia, e é isso que me entristece :(

      Beijinho. :)


      Eliminar
  7. ~~~
    ~ Há blogues de excelente qualidade, cujos autores não privilegiam a convívio e troca de ideias,
    o que, para mim, é primordial.

    ~ Penso que todos gostávamos que partilhasse conosco esse tesouro...
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ~~~ Beijinhos, MJ. ~~~
    ~ ~ ~ ~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há mesmo, Majo!:)

      Os que não privilegiam o convívio terão alguma razão para irem por aí? O Ser humano é um mundo complexo, Majo!

      Beijinho.

      Eliminar
  8. Boa noite G.L., agradeço a simpatia das suas visitas.
    Sobre a questão que coloca também já me tenho questionado pois penso da mesma forma. Pessoalmente penso que tem a ver com falta de divulgação e nem sempre haverá disponibilidade para fazer uma busca criteriosa o que acaba por se tornar como diz e bem num círculo fechado de amigos.
    Beijinhos,
    Aililime

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tem que agradecer. Passei, gostei, parei. Simples!:)

      Talvez seja um pouco de tudo isso que refere, mas atrevo-me a dizer que não só. A verdadeira razão parece-me ser bem mais complexa.

      Beijinhos.

      Eliminar
  9. Um óptimo tema, GL. Já pensei no mesmo. Não penso que seja o caso do meu blogue mas verifico que existem imensos blogues com qualidade que tenho descoberto mas que passam um pouco ao lado das ditas "tendências". O que me interessa é a qualidade, nada mais. Os mais mediáticos e com conteúdo mais duvidoso não me interessam!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, não é o caso do teu blogue. O teu é bom, mas é reconhecido.
      Os mediáticos (alguns), e os duvidosos (todos), também dispenso.:))

      Beijinhos.

      Eliminar
  10. Sigo pouco blogues e os que sigo, antes de começar a comentar fiz com calma um trabalho exaustivo de ler desde o primeiro post.

    Deixo sempre o meu comentário para que saiba que foi lido, porque o número de "visualizações" não significa que tenham lido o quer que seja mas na base do entra e saí. No entanto outros há...que leio, medito etc e não deixo comentário. Outros, poucos...é tudo tão negativo dando exaustivamente visibilidade a atrocidades (já basta as notícias televisivas) com vídeos e aí fico apenas pelo título.

    O que me apercebo de outros tantos que encontro numa busca de algo com "qualidade" é que os blogues passaram a ter muito do Facebook no qual não ando...mas deixar e ou fazer posts tipo "vou ali e já venho - voltei e fechei a porta ou fiz um bolo ou um tótó na cadelinha"...já vi que é manterem os blogues só porque sim.

    Lamento também que blogues de grande qualidade espacem muito os posts e olha, o meu é dos mais fracos, tem muito de mim e do meu mundo, mantenho porque sim mas sinceramente...prefiro comentar os que realmente sigo onde deixo muito mais de mim. Melhor quando temos o retorno do dono ou dona, mas se não tiver...problema dele(a)...que respeito.

    Mas acima de tudo e de todo este mundo de cabos...é a vida que tenho fora daqui e disso não abro mão. Venho aqui por gosto e jamais em tempo algum por obrigação.

    Beijos e um bom dia



    Jamais cobro comentários

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatyly, muito sinceramente nunca fui tão longe. Ler desde o primeiro post, em alguns casos, é um trabalho árduo.:)

      O número de visualizações, etc., também não considero que tenha qualquer importância, mas o comentário que se deixa, esse, caso se goste daquilo que se leu, esse parece-me essencial, daí a minha estranheza relativamente à ausência dos ditos.

      Meu Deus! Claro que vida fora de tudo isto é que importa! Aqui podemos encontrar pessoas interessantes, sem dúvida, mas o nosso universo, o real, esse faz parte de nós.

      Cobrar comentários? Nem pensar!

      Beijinhos.

      Eliminar
  11. Passando por aqui... enquanto tenho Net, por estes lados... matando saudades daqui...e deixando um beijinho...
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Ana!

      Também tenho andado bastante arredia. Estou a atravessar aquela fase do "fico, não fico"? Desagradável, este sentimento!

      O seu cantinho? Já tenho saudades dele, acredite!.:)

      Beijinho.

      Eliminar
  12. Blogger uma vez, blogger para sempre.
    Não feche as portas, venha quando lhe apetecer. Se não apetecer, não venha. Fosse tudo na vida tão simples quanto isto.

    Em relação a comentários, para mim foi chão que deu uvas. Antes do Facebook existir, recebia aos 50 comentários diários, mais os outros 50 anónimos maldizentes. Com o Facebook, e tendo em conta que tenho por lá uma página de trabalho onde partilho o que está no blogue, dediquei-me mais àquelas bandas e de resto, subscrevo inteiramente o comentário a Ana Freire.

    Decidi fechar os comentários no blogue. No Facebook posso bloquear os tais anónimos maldizentes e eles não voltam, enquanto que no blogue, apesar dos comentários terem sido sempre moderados, era obrigada a ler comentários de
    energúmenos.

    Acompanho imensos blogues interessantes e não comento. Não tenho disponibilidade. E sim, já reparei que os blogues puros não são tão comentados quanto os blogues feitos montras de centros comerciais. Nós sabemos o motivo, mas até temos vergonha de dizer. ;)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa é uma das coisas que me desagrada. Não, que não soubesse, mas esse registo ad eternum a partir de determinada altura começou a desagradar-me sobremaneira. Gosto de me sentir livre, não "presa" seja ao que for, e a blogosfera não deveria ser excepção.

      Sabes o que penso do Facebook, já devo ter-te contado a "estória" que deu aso à aversão pelo dito. Perante isto, entre a blogosfera e o Facebook, "venha o diabo e escolha".:(

      Os anónimos? Posso passar à frente, posso? :(

      O que me aborrece, mas apenas pelo que significa, é ver a indiferença das pessoas por aquilo que não é oco, que tem - e quantos deles! - imenso valor e a variadissímos níveis.
      Pelo teu último parágrafo penso estarmos em sintonia.

      Beijinhos.

      Eliminar