sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Curiosidades, nada mais!


Eis o edifício considerado o mais feio aqui do Reino Unido, tendo-lhe sido atribuída a Taça do Carbúnculo.
 
"Ao prédio, com 160 metros de altura, 347 pisos e cuja construção terminou em abril de 2014, foi atribuída a Taça do Carbúnculo, o prémio para o "prédio mais feio construído nos últimos doze meses no país", concedido pela revista de arquitetura "Design e Construção"
 
 
 
"Um arranha-céus em Londres, desenhado pelo arquiteto uruguaio Rafael Vinoly e conhecido como o "Walkie-talkie", foi hoje considerado o "edifício mais feio do Reino Unido".
 

Desenquadrado relativamente a toda a envolvência arquitetónica sim, daí a ser o mais feio?! É tudo uma questão de estética, ou não será?!
 
 

26 comentários:

  1. Até me assustei. Feio? Para mim, é horrível. Não fica bem em parte nenhuma do mundo, mas eu sou aquela que detesta a arquitetura moderna. Aqui em casa até os móveis dos miúdos são ao estilo Marie Antoinette. Mas eu já avisei que não nasci no meu tempo.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, o teu conceito estético, de belo, não tem nada a ver com isto. :):)
      Aqui o que choca mais é o dito estar completamente desenquadrado de tudo o resto.
      Devias ter nascido uns anitos antes? Ai sim? Ok! :)

      Beijinhos.

      Eliminar
  2. Não deve chamar-se feio ao imóvel, porque não é.
    O problema está no enquadramento. Esse sim, desvirtuado.

    Beijinho, bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é feio nem bonito, é assim um misto de hibrido com a agravante de dar a sensação que vai cair a todo o momento.

      Beijinho.

      Eliminar
  3. Erro foi implanta-lo ali.
    Qualquer dia não ficaria espantado se fosse considerado um ex-libris.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também me parece, João!
      Ex-libris? Estamos a atravessar uma fase de loucura tão generalizada que não me admiraria. :(

      Beijinho.

      Eliminar
  4. Não acho feio. É diferente, mostra o tempo, as técnicas, a pujança humana e culturas diferentes... a evolução.
    Estive na Sagrada Família e preferia que as obras se distinguissem do que Gaudí fez do que se inspirassem nele e não se veja a diferença de uma época e da outra, embora se note para olhares atentos.
    Explicando melhor: ou seguiam o modelo de Gaudí totalmente, ou se afastavam. O que fizeram é para mim chocante.
    Beijinho.:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana,

      Pois será, não contesto esse aspecto, mas que choca profundamente tendo em conta a envolvência, isso afigura-se-me claro.

      Fiquei apreensiva com o que refere relativamente às obras na Sagrada Família, de Gaudi. Já há uns anitos que não vou lá, logo não sei como ficou, nem sequer se já terminaram.
      O que é que fizeram? Não seguiram o modelo de Gaudi? Mas isso foi permitido? Talvez não acredite, mas quase fiquei em choque com essa notícia. É que isso é crime, Ana!
      Andava com muita vontade de lá voltar - Barcelona é a minha segunda cidade -, mas agora, perante o que diz, ainda mais urgência tenho.

      Beijinho.

      Eliminar
  5. ANA

    O teu olhar e entendimento das coisas é muito lúcido ( roubei as palavras ao título do blogue da GL...).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, João, subscrevo sem hesitar!
      A Ana tem, não só um entendimento muito lúcido, como um olhar que vai, direitinho, para o belo, e isto seja qual for a vertente que aborde. Não é por acaso que o seu "cantinho" é tão acolhedor. :)

      Beijinho.

      Eliminar
  6. As cidades não são sempre uma mescla do ontem com o hoje? Pode-se gostar ou não disto ou daquilo, mas o "normal" é a diversidade. Haja qualidade e tudo ficará bem.
    Abraço e boa estadia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, pois são, só que há mesclas e "mesclas"! Esta "mescla" resultou muito mal, essa é que é a verdade. Chamas aquilo qualidade? De quê? Só se for do betão! E espero bem que seja mesmo do bom, ou então os prédios à volta ainda correm o risco de levar com aquele "mastodonte" em cima.

      Já agora. "boa estadia" onde? Será que me imaginas passeando por lá? Olha que não, olha que não!:)

      Abraço.

      Eliminar
  7. Que fica ali totalmente desenquadrado, lá isso fica.
    Boa semana

    ResponderEliminar
  8. Respostas
    1. Tristes "modernices", estas!

      Beijinho, Graça.

      Eliminar
  9. Injusto

    Não foram a concursos
    os coisos de Sócrates

    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Justo.

      Haverá concursos para aqueles lados?! :(

      Beijinho.

      Eliminar
  10. ~~~
    ~ O erro crasso foi perpetrado pelos serviços de arquitetura e ordenamento da «City Hall».
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ~ Fico revoltada e desolada quando vejo uma barbaridade destas e, para cúmulo, em Londres
    que eu sempre citei como respeitadora do património construído...

    ~~~ Abraço triste. ~~~
    ~ ~ ~ ~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Majo, nem Londres escapa a um "ataque" de falta de bom senso.

      Lá, como cá, também não há responsáveis? E se os serviços de arquitectura decidem enveredar por este caminho?! Lamentável, no mínimo.

      Porque estas situações entristecem mesmo:

      Abraço solidário.

      Eliminar
  11. Ora... 160 metros de altura... e 347 pisos... significa que será habitado por anõezinhos... se se fizer as contas em relação à altura de cada piso...
    Prestes a bater outro record estranho... com toda a certeza, tal edifício...
    Curioso... e feioso... são mesmo as palavras que melhor assentam neste edifício, realmente... e meio torcido/inclinado... parece-me...
    Isto de atribuírem licenciatura aos engenheiros, ao domingo... é no que dá...
    Beijos, GL!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também me parece!:(
      Cada apartamento deve ter um pé alto digno de nota, com a agravante de dar sensação de ir cair a qualquer instante.
      Lá como cá? Quem sabe se a "moda" pega...!

      Beijinho.

      Eliminar
  12. :)
    Ganhou popularidade com o prémio!
    será assim falado um pouco por toda a parte!

    Se há coisa que se discute no mundo são os gostos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Técnicas de marketing? Será que o dito ainda não está todo vendido?

      Ai é? Isso são pessoas que não conhecem o nosso provérbio. :))




      Eliminar
  13. Já o vi ao vivo e não o achei nada feio!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não? E não está completamente desenquadrado de toda a envolvência, particularmente a arquitectónica?

      Eliminar