sábado, 26 de setembro de 2015

Há silêncios que se impõem.

Ouçamos, apenas e só, ouçamos!


 
Que comentário fazer a esta voz fabulosa?
É viável não irmos muito para além do encantamento? É viável não nos sentirmos pequeninos, mas tão pequeninos perante esta voz, esta força da Natureza que é Rocio Jurado?!
 
Para a Nadine, do blog Nadine Pinto | Fotografia fica o meu agradecimento, dado ter sido pela sua mão que descobri Rocío Jurado, que não conhecia.
A blogosfera tem destas coisas. E quando a partilha, que é um dos objectivos primeiros deste cantinho, funciona desta maneira, nos dá a conhecer o belo, seja ele prefigurado numa voz ou em qualquer outro modo de arte, só nos podemos sentir gratos.

Breves dados sobre a sua vida vs percurso:

"María del Rocío Trinidad Mohedano Jurado: (Chipiona, Cádiz, 18 de septiembre de 1944 - Alcobendas, Madrid, 1 de junio de 2006). Fue una cantante española de reconocida fama, que se especializó en géneros musicales genuinamente andaluces como la copla andaluza y el flamenco, así como en la balada romántica, faceta con la que alcanzó relevancia en España y Latinoamérica. En el año 2000 obtuvo el premio La Voz del Milenio a la Mejor Voz Femenina del Siglo XX. Ha vendido más de 17 millones de discos y recibido 150 Discos de Oro y 63 Discos de Platino."

 
Bom Domingo, boa semana para todos vós.

 
 

14 comentários:

  1. Que voz tinha !

    Obrigado por partilhares connosco, GL.

    Um beijo e bom Domingo.

    ResponderEliminar
  2. A minha favorita:https://m.youtube.com/watch?v=sGdu4Lg9xvM

    ResponderEliminar
  3. A eterna apaixonada pelo flamenco e afins...:)
    Mas era de facto "uma voz".
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "A eterna apaixonada pelo flamenco e afins...:)"
      Nem mais, é isso mesmo!:)

      Abraço

      Eliminar
  4. Respostas
    1. É mesmo um fascínio, mas sou suspeita!

      Eliminar
  5. Quem aprecia flamenco tem que gostar disto.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que há quem não aprecie, mas acho tão estranho! Como é que é possível não gostar daquela magia?!
      Beijinho.

      Eliminar
  6. GL, desta vez roubo (um roubar muito entre aspas) esta sua parte do texto que muito me agradou:
    "A blogosfera tem destas coisas. E quando a partilha, que é um dos objectivos primeiros deste cantinho, funciona desta maneira, nos dá a conhecer o belo, seja ele prefigurado numa voz ou em qualquer outro modo de arte, só nos podemos sentir gratos."

    É este lado belo da vida que me dá forças para enfrentar o outro. Sem este, o outro seria demasiado frio.

    Beijinho, GL :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguma coisa fazia sentido sem o condimento que é esta pitadinha de "sal"?
      Há o outro, e O Outro. Prefiro o segundo, dificilmente tolero o primeiro.

      Beijinho.

      Eliminar
  7. Sem dúvida uma voz poderosa e apaixonante... e uma distinta presença em palco... uma intérprete que confesso nunca ter acompanhado... talvez por ter acompanhado mais de perto, a música dos anos 80 e 90.
    De qualquer forma, um grande talento que já se perdeu...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma voz que arrepia, num misto de encantamento e espanto.
      Fabulosa, simplesmente.

      Beijinho, Ana.

      Eliminar