sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Papagaios.


Não, decididamente não gosto de papagaios.
Os papagaios são umas criaturas muito aborrecidas.
Não, não gosto de papagaios.
Os papagaios só servem para distrair as pessoas.
Não, não gosto de papagaios.
Os papagaios palram muito mas não dizem nada.
Não, não gosto de papagaios.
Os papagaios entretêm as pessoas mas não dizem nada acertado.
Não, não gosto de papagaios.
Os papagaios ludibriam as pessoas à custa da sua plumagem vistosa.
Não, não gosto de papagaios.
Os papagaios dizem coisas por dizer, mas não sabem o que dizem.
Não, não gosto de papagaios.
Os papagaios cansam os senhores e as senhoras que ouvem os papagaios.

Não, decididamente, não gosto de papagaios.

31 comentários:

  1. Respostas
    1. Quem é que não está, João? :(

      Beijinho

      Eliminar
  2. Hoje foi um, para um poleirinho na AR... mas parece que a função dele será de a servir de relógio de cuco... a contar o tempo... de outras araras e catatuas... Enfim!... Estamos mesmo entregues à bicharada!...
    Beijos, GL! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A bicharada muda apenas de poleiro, só isso!

      Ai, Ana, triste sina a nossa!

      Beijinho.

      Eliminar
  3. Estou cansada da mesma cantilena em prol dos tachos!

    Bom fim de semana

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatyly, solta aí o teu tigre, pode ser? :(

      Beijinho.

      Eliminar
  4. Se um papagaio incomoda muita gente, muitos papagaios não matam mas desmoralizam.
    Há milhares por aí e temos pena, como os papagaios.
    Beijinho, GL.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desmoralizavam, e agora? Atenção aos tempos verbais, muita atenção. É que mal nos distraímos, passamos de um presente, presente, para um outro presente, ainda que mais remoto(?)
      Percebeste alguma coisa? Logo vi!

      Beijinho, Observador.

      Eliminar
  5. GL,
    Apesar de me desviar da interpretação, eu gosto de papagaios porque o meu pai teve um trazido por uma irmã do Brasil, em solteiro. Era lindo: verde, azul e amarelo, falava oportunamente quando tocava o telefone ou tocavam à porta, era querido para as crianças (nós) e cantava canções infantis.
    Há papagaios e papagaios. :))
    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, desses também gosto, Ana, e muito!:)

      Como diz, e bem: "Há papagaios e papagaios". De entre essa diversidade há umas espécies que nos preocupam, e de que maneira!

      Beijinho.

      Eliminar
  6. Respostas
    1. E agora, que o Inverno está prestes a bater-nos à porta, teremos a lareira do nosso contentamento.

      Eliminar
  7. Pois, papagaio...até etimológicamente a palavra é duvidosa ;-)
    Tu sabes as aves de que eu gosto!

    Abraço grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sei, sei, e tanto quanto me parece não é propriamente de papagaios.
      É tudo duvidoso, etimologia incluída!

      Abraço grande.

      Eliminar
  8. :)
    Os papagaios sedutores, de cores vistosas, brilhantes, cuidam das penas afincadamente sujando tudo ao redor.
    E os cinzentos? Mais discretos por ventura, não fossem as penas vermelhas, poucas mas presentes, como ímans enfeitiçados...
    Metáfora poderosa....

    Dos papagaios, aqueles a sério, acho lindos quando vivem em liberdade

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E quem limpa, quem? Ah, pois!
      Os cinzentos por vezes ainda são mais perigosos. O seu ar discreto esconde mil penas que não se vêem, mas...?!

      Esses, os que nos deliciam de verdade, benditos sejam.

      Eliminar
  9. Também não gosto. Nem de papagaios nem de pegas ("Palram pega e papagaio...").
    Porém não me incomodam. Há muito que lhes atei um adesivo ao bico e para mim estão sempre de bico calado. Que esse sim, o calado é o melhor. :)
    (Mas aqui para nós, que ninguém nos ouve, somos todos papagaios e pegas. Até conseguimos palrar pelos cotovelos!!!)
    Abraço
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não gosto de nada disso, nada! Nem sequer com adesivo se aturam, por uma razão simples: falam SEMPRE, qualquer que seja o aparelho "fonador" utilizado.

      O caro PM palra pelos cotovelos? Ai é?! Quem diria!:)

      Abraço

      Eliminar
  10. Respostas
    1. Mesmo à distância não deixam de ser perigosos!:(

      Beijinho

      Eliminar
  11. São vistosos, palram, mas não são de fiar, parecem cassetes riscadas que encantam os mais incautos. A mim têm-me desencantado!

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Penso que o desencanto é o sentimento generalizado!

      Beijinho.

      Eliminar
  12. detesto papagaios também ...

    sobretudo os papagaios encavacados, que palram para agradar ao dono...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E quando erram a pontaria em relação ao dono?!

      Eliminar
  13. E o que para aí há de papagaios à solta!!!
    Boa semana

    ResponderEliminar
  14. Não tenho tido disponibilidade para ouvir esses papagaios, mas tenho 4 em casa para oferecer. Novinhos, vacinados... Que tal? Na falta de penas de cores exuberantes, tenho uma quase ruiva, outros loiros e todos com olhos azuis, daquele azul fulminante. Está feita a oferta.
    Beijinhos dos 5.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai há por aí papagaios para oferecer?:)
      Então?!
      Então sai uma ruiva, outra loira, e dois loiros. Os olhos? Azuis muitíssimo mais que fulminantes, maravilhosos isso sim!
      Cuidado com o envio. Artigos frágeis.:)

      Beijinho para os cinco (o que gosto deste número!) Mas seis? Hum, o que te parece?

      Eliminar
  15. Gosto de papagaios. Papagaios daqueles que dão a pata e dizem olá. Um dos amigos do meu pai tem dois, lindos. E fico-me por estes ;)

    ResponderEliminar