quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Chiu!...

Quando o Amor se faz voz, quando a ternura se adivinha, quando o milagre de ser Mãe se materializa em palavras o resultado só pode ser este: Milagre, Beleza, Magia, Encantamento.
 

 
Esta não é, nem de longe, a melhor canção de Mariza.
É, isso sim, um verdadeiro hino de amor dedicado ao seu filho pequenino.
Haverá algo mais importante na vida de uma Mulher, na vida de um Homem, do que serem pais?
Os filhos são a bênção maior, logo...

Há quem não pense assim? Há, desgraçadamente para ela(e)!
 
Ouçamo-la, pois!


 

28 comentários:

  1. Ser pai ( ou mãe ) é uma benção e eu tenho 3 filhos maravilhosos !

    Obrigado, GL.

    Um beijo amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. És um Homem feliz, sim!
      E os netos, João, os netos? Lindos de morrer!

      Beijinho, Amigo.

      Eliminar
  2. A melhor canção de Mariza, na minha opinião, é a "Chuva". É do melhor que existe.

    GL, discordo um pouquinho na parte em que diz "Haverá algo mais importante na vida de uma Mulher, na vida de um Homem, do que serem pais?". Existem pessoas que não se revêem nisto de serem pais. Muitos são gente de bem, mas têm noção que não seriam bons pais. Se calhar é melhor assim... digo ser melhor assim no sentido de que é melhor do que ter filhos e maltratá-los. E ó se existe gente que os tem e entretanto as crianças andam para aí a navegar completamente sozinhas.

    Tenha uma boa noite :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria, o que está aqui em causa não são as qualidades da pessoa enquanto tal, o que conta são as opções, aquilo que para elas é prioritário. A profissão em detrimento da família, muito em particular dos filhos? Ora aí está uma coisa que nunca vou entender. Respeito, claro, era o que mais faltava que assim não fosse, mas compreender?
      Maltratar os filhos? Se falássemos em maltratar, ui, aí tínhamos muitas "pontinhas" por onde pegar.

      "E ó se existe gente que os tem e entretanto as crianças andam para aí a navegar completamente sozinhas."

      Esta sua frase não é, por si só, elucidativa? Não é necessário chegarmos a situações extremas, há muita forma de maltratar a começar por não lhes dar a devida atenção, atitude que pode marcar para a vida.

      Tudo de bom para si, Maria, com paciência, muita paciência. :(

      Eliminar
  3. Não é, de facto, a melhor canção. Mas é muitíssimo boa. Principalmente se tivermos em conta a mensagem.
    Mariza é um doce de mulher, uma senhora da canção que não é só fado.
    Como diz, mais acima, o senhor João Meneres, "ser pai ( ou mãe ) é uma benção".
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É por aí, Observador, é por aí: "ser pai (ou mãe) é uma bênção".
      Uma mulher sem sentido maternal não é contra natura? Não? Então sou eu que vejo o "filme" ao contrário.:(

      A canção vale pela doçura, pelo imenso amor e ternura que deixa transparecer.

      Beijinho.

      Eliminar
  4. Já conhecia e é uma canção com uma letra com imenso amor e ternura! De facto os filhos são uma bênção para os pais,são a minha fortuna, mas compreendo e respeito quem opte por não os ter.

    Um bom serão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também respeito, mas não compreendo. Por mais que me esforce não consigo, mas não consigo MESMO.

      Beijinho, Fatyly.

      Eliminar
  5. Ser mãe /pai é tanta coisa. É amor, é dor, é dúvida, é alegria, é….
    Mas é isto também - o ser capaz de sair das canções complexas, da voz pujante, da ambição da ribalta, para se adaptar aos ouvidos de um menino que adormece no colo da sua voz.
    Não conhecia
    Obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Precisamente por isso estamos perante a canção que faz a diferença. Aqui não há jogos comerciais, nem interesses de qualquer espécie: há amor de Mãe, apenas e só.

      Beijinho.

      Eliminar
  6. Como um pássaro em liberdade
    para nosso deleite

    ResponderEliminar
  7. "Haverá algo mais importante na vida de uma Mulher, na vida de um Homem, do que serem pais?"
    Não, nem parecido!!

    ResponderEliminar
  8. Passou um mau bocado (chamar mau bocado é pouco, eu bem sei), quando o filho lhe nasceu prematuro.
    Emocionei-me bastante com a entrevista que deu a Daniel Oliveira, no Alta Definição.

    Não conhecia a canção. Desatei num pranto, pois claro. Conheço bem esse Amor, a quadruplicar.

    Sábado, no sítio do costume, para almoçarmos? Acho que tenho qualquer coisa para lhe dizer.
    Já respondo ao e-mail, quando o papá sair com os miúdos e eu conseguir respirar.

    Beijinhos nossos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um drama, o que ela viveu, o sofrimento e angustia porque passou.
      Não ouvi a entrevista, não me apercebi e tenho pena de a ter perdido.

      Um pranto? Por que será que não me admiro?:)
      A quadruplicar?:) És uma abençoada, essa é que é a verdade. Deus vos proteja, sempre.

      Sábado? Combinado.:)

      Beijinhos para todos.

      Eliminar
  9. Uma canção comovente e que adorei ouvir.
    Na verdade o melhor bem do mundo são os filhos, apesar de só ter um, ele continua a ser o maior amor amor da minha vida.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só podia ser assim, Manu! Penso que os filhos são sempre o amor maior. Há quem não concorde? Lamento, e muito, ó se lamento.

      Beijinho.

      Eliminar
  10. excelente interprete. e bonita canção...

    beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bonita porque é um grito de amor, o amor mais puro, mais verdadeiro o único que tudo dá sem nada pedir em troca, o de Mãe.
      Este amor incondicional aplica-se a todas? Desgraçadamente, não!

      Beijinho

      Eliminar
  11. Uma das suas melhores canções é a "Chuva"... na minha opinião... confesso, que não terá um dos meus timbres de voz preferidos... mas não deixa de ser uma grande intérprete!!!
    Efectivamente é um hino ao amor, pelo seu filho... cujo nascimento foi tão problemático... mas felizmente, sem consequências de maior... e há lá coisa mais meritória do que tal?...
    Uma bonita canção, sem dúvida... apesar do novo álbum me ter decepcionado um pouquinho... pelo menos, nas poucas faixas, que entretanto tive oportunidade de ouvir...
    Beijinhos! Boa semana!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O novo álbum está muito aquém dos anteriores. Dá a sensação que Mariza perdeu grande parte daquilo que fazia a diferença: a força quase telúrica que emanava da sua voz.
      Os grandes desgostos e aflições, na sua grande maioria deixam marcas, penso ser o caso.
      Beijinho, Ana.

      Eliminar
  12. Ser mãe é uma bênção...e eu fui abençoada! Não conhecia e adorei...bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que feliz fico por si, Graça.
      Deus continue a abençoá-la vida fora.
      Beijinho

      Eliminar
  13. Tem uma grande voz.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  14. Gosto muito de Mariza. Esta canção é deslumbrante... simplesmente mágica.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A canção sim, é lindíssima. Um autêntico hino de amor dedicado ao seu filho pequenino.
      Beijinho

      Eliminar