domingo, 29 de maio de 2016

Incógnitas, ou nem tanto?!


O mundo, num misto de beleza e desgraça.
E é outra semana que nos espreita, e espera, e desafia.

O que nos trará de novo? Boas novas?


O mundo que se acalma?
A desumanidade, algo que já pertence ao passado?
Os homens que, finalmente, se entendem?
As guerras, todas elas, que tiveram o seu fim?
A Natureza que se reconciliou com aqueles que a destruíram? 

A utopia não passa disso mesmo, UTOPIA.

Por isso, e porque o BELO é fundamental à sobrevivência equilibrada de cada um de nós, deixo-vos este pedacinho de belo.

No universo pequenino que é o nosso, lutemos por uma semana melhor para todos aqueles que nos estão próximos.

São poucos? Serão mesmo, ou são os nossos olhos que estão meio cegos?! 

21 comentários:

  1. GL, utopias à parte, concentremo-nos nos pequenos pedaços de beleza e de perfeição que por aí surgem! Abundantemente, se estivermos com atenção! :)
    Gostei imenso deste bocadinho!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um belo e útil conselho, Carpe, mas por vezes um pouco difícil de pôr em prática.:(

      Beijinhos, alegria.
      (Esta é a denominação que te assenta que nem uma luva.:)

      Eliminar
  2. Tu já mudaste algumas coisas com esta nova entrada!

    Abraço grande e obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem me dera que fosse verdade!:)

      Abraço grande, Amigo.

      Eliminar
  3. ~~~
    O mundo já foi um lugar mais puro e organizado...

    Não há dúvida
    que a humanidade passa por uma fase de grande desassossego e inquietação...

    Resta-nos intervir naquilo que nos é possível: assegurando segurança e equilíbrio

    à família, boa educação aos que crescem e cultivando boas relações com os amigos.

    Gostei muito do vídeo.

    Gratíssima pelas palavras simpáticas que deixou no bloguesinho bebé.

    ~~~ Ótima semana. Beijinhos. ~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mundo está doente, Marjo. Não, não é de agora. Convulsões sociais, injustiças, crimes de toda a espécie sempre existiram, mas Marjo, não há dúvida, a espécie humana parece estar condenada a não evoluir.

      Intervir no sentido de minorar (?) todos estes efeitos perversos é nossa obrigação. Urge que o façamos o melhor que pudermos e soubermos.

      O seu "bebé" é um miminho para o qual antevejo um belo futuro.:)

      Beijinho.

      Eliminar
  4. Estou na mesma onda do Carpe Diem.
    Boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E fazes bem Pedro, o caminho é mesmo por aí, se bem que não seja nada fácil.

      Beijinho.

      Eliminar
  5. Sem utopias digo que apesar dos pesares devemos dar mais valor aos pequeninos momentos que todos temos diariamente. Mas vê-los com todos os sentidos...até onde se possa alcançar.Hoje já tive dois momentos tão gratificantes. Um enquanto fui dar o meu passeio a pé e outro ao ouvir este video puseste. Obrigado:)

    Boa semana para ti e todos os teus

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O prazer de ter contribuido para um dos teus momentos gratificantes do dia é a prova de que podemos ser felizes com pequenos nadas.

      Continuação de boa semana.
      Beijinho.

      Eliminar
  6. Que mais distante Utopia do que e Beleza?

    ... e, no entanto, recolhemos-lhe as cintilações!

    bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Beleza não é Utopia, a Beleza é o antídoto.

      Beijinho.

      Eliminar
  7. Não custa nada se cada um de nós abrir os olhos e ajudar a construir um mundo melhor.
    Grato por este teu 'post', GL.
    E como para dançar o tango são precisos dois, deixo-te dois beijinhos.
    Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Abrir os olhos, estar atento construir um mundo melhor? Esse o sonho, essa a desilusão do dever não cumprido.

      Beijinhos retribuídos.:)

      Eliminar
  8. Respostas
    1. O tango é para mim, e quando bem dançado - tudo isto é muito relativo! - uma das mais belas formas de expressar sentimentos, do amor ao ódio, da paixão à raiva.

      Abraço.

      Eliminar
  9. Se cada um fizesse a sua parte... talvez a Utopia, passasse a ser uma bela e possível realidade...
    Mas tantos e tantos não a fazem...
    Mas se fizermos a nossa parte... ainda que não tenhamos melhorado o mundo... pelo menos, teremos contribuído para melhorar o nosso próprio mundo... e o mundo de quem nos rodeia... e por isso... e só por isso... o mundo passou a ser um lugar um pouquinho melhor... e é nesta Utopia, a que teremos de nos agarrar... nas alturas em que o mundo, parece ser um lugar com pouco sentido...
    Feliz semana! Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O segredo do insucesso reside precisamente aí: "Se cada um fizesse a sua parte...". Pois, o problema é que cada um, e cada vez mais, gravita em torno do seu próprio núcleo, cada vez mais fechado, mais alienado com as novas tecnologias, com as redes sociais, com telemóveis, tablets, toda uma parafernália que os alheia da verdadeira realidade, aquela que está mesmo frente aos seus olhos. Esta e a verdadeira e trágica escravatura de séc. XXI.
      Temos o homem, cada vez menos homem e mais máquina.

      Beijinho, Ana.

      Eliminar