domingo, 16 de outubro de 2016

Senhores

Ora muito bem, vamos lá ver.
Segundo parece o senhor abaixo, o primeiro da minha listinha, teria dito que, o papel do segundo, que por sinal penso ser merecedor do nosso respeito, não deveria ser o de uma Madre Teresa de Calcutá da ONU, o que provocou alguma celeuma.


Aí até estamos um pouco em desacordo. Com os problemas, gravíssimos, que a ONU tem que enfrentar só mesmo um milagre para ajudar, já não a resolvê-los na íntegra, mas a minimizá-los, logo...
Adiante.


Bem, mas o que achei estranho, mas ESTRANHO mesmo, é que o primeiro senhor informou que um terceiro senhor - fotografia? Pois, não há! - ia publicar um livro e, tanto quanto me apercebi, ninguém estranhou.

Eu? Bem, eu fiquei muda de espanto. Que o dito senhor, o tal que não tem direito a fotografia, tenha escrito um livrito nem é nada de muito surpreendente.
SURPREENDENTE é haver quem compre, não fora isso e não haveria livrito que a vida das editoras não é lá muito fácil.
Surpreendente é ninguém comentar.
Surpreendente é, segundo parece, não haver quem se indigne.

Mas como é que é possível?!

Não há dúvida, temos mesmo o que merecemos!

Fonte: Google.


10 comentários:

  1. Esse escritor por acaso não é arguido em processos judiciais??
    Boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, nem pensar!...
      Uma tristeza, para não dizer uma vergonha.
      Boa semana.
      Abraço

      Eliminar
  2. O homem que não merece fotografia é um ser abjecto e disso tem dado exemplos ao longo da sua vida.

    Esta referência tragédia a António Guterres é demonstradora do que não presta o Valente.

    Temos o que merecemos, dizes bem.

    Beijinho com votos de uma boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Diria antes que VPV tem sido sempre igual a si próprio.
      Não é o caso, mas olha que o homem por vezes diz umas quantas verdades, olá se diz!

      Beijinho.

      Eliminar
  3. Nota de interesses que pode ser interpretada como uma dúvida:
    Quando disse que "o homem que não merece fotografia é um ser abjecto (...) referia-me a Vasco Pulido Valente. Que não tem fotografia mas sim desenho.
    Had I made my self clear?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Percebi, mas não era a ele que me referia.
      Essa do desenho "escapou", foi tudo corrido a fotografia.:(

      Eliminar
  4. Penso estar a falar de um livro de malidicencia (com chapelinho)...
    Porém, várias pessoas, entre elas, o Pedro Coimbra falou desse assunto...
    Nem polido, nem valente...
    Ratazanas ressabiadas porque ninguém acreditou nelas, pois era bem visível
    o seu estigma de traidores que gostam de aplicar golpes baixos.
    A Gradiva está sempre pronta a publicar tudo que for laranja...
    ~~~ Beijinho ~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei, Majo, do que trata a "obra" - mas não se me afigura difícil de imaginar - só me causa uma revolta imensa que ainda se dê oportunidade à publicação da dita.
      Enfim, limitações!...

      Beijinho.

      Eliminar
  5. Quanto a VPV infelizmente está completamente parvo na sua arte de quem não "sabe envelhecer". Guterres que faça o melhor que puder na ONU e Sócrates comprará os seus próprios livros conforme o fez com o anterior que editou.

    Como é possível GL? Porque a todos os níveis temos "chefias, administradores, etc." que não prestam, mas não prestam mesmo!

    Infelizmente tudo me revolta, não concordo que "temos o que merecemos" porque não fomos nós que elegemos "gentinha mesquinha, analfabeta em termos humanos". Votas num partido a julgar que vamos em frente e eles próprios fazem o que está à vista de todos!

    A prova do que digo foi a "maratona eleitoral de Gueterres e a entrada da tal senhora não sei quê" a mando de quem? Mas felizmente imperou o bom senso e transparência. Por cá há concursos, provas, exames para determinados postos de trabalho...e afinal o nomeado já tinha sido escolhido há muito!!!

    Não sei se me fiz compreender!

    Beijocas e um bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatyly, olha que VPV sempre foi assim, penso que não tem nada a ver com o não saber envelhecer. O homem sempre cáustico, azedo, quantas vezes duro e deselegante, mas isso faz parte da sua "marca".

      O senhor dos livros até os pode comprar todos, o principio, em si, é que não se tolera.

      Fizeste-te compreender e muito bem.

      Por isso posso assinar tudo o resto que referes? É que a verdade é mesmo essa, uns não prestam, outros não cumprem.

      E nós, coitados, feitos baratas tontas no meio de tudo isto.:(

      Boa semana.
      Beijinho.

      Eliminar