terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Estranhezas!

Hoje, fruto de alguma disponibilidade, e uma dose razoável de paciência, resolvi dar uma espreitadela ao que se passa neste mundinho chamado Internet: notícias, blogues e quejandos.

Até aqui, tudo bem.
Tudo bem, ou tudo mal, depende da perspetiva.
As notícias respeitam a regra primeira do "quanto pior melhor", logo, como objectivo é o número de visualizações e de comentários, estamos conversados.  

É o marido que mata a mulher; é o acidente que vitima não sei quantos; é a rapariga que é violada mas que, em simultâneo, telefona à amiga a contar o que está a acontecer por forma a alertar a polícia.(?!)
É o casal que tinha acorrentados 13 filhos, é.... 
É um susto este nosso mundinho, mas ó que susto. 
Até aqui, DESGRAÇADAMENTE, nada de novo. Vivemos num mundo completamente ensandecido, cada vez mais e mais.

Mas o que também surpreende é outro aspecto.


Fonte: Google

Algum de vós me sabe dizer se o país fechou para obras?
Algum de vós me sabe dizer como é que há tantas - mas tantas uma vez mais -, tantas pessoas a comentar?
E comentam. E opinam. E sugerem. E dizem/escrevem enormidades. 

As pessoas não têm vida para além disto? Que vidas são estas? É que não há aqui interesse em estar informado, não, nada disso. Há é a intenção de bater mais e mais, muitas vezes sem saber em quem. Há, inclusive, uma maldade latente. O que se sente de forma inequívoca, é a animalidade, a bestialidade até de linguagem, o rancor, o ódio, para já não falar no primor de escrita, uma escrita escorreita, sem um único erro ortográfico, gramatical, etc. de alguns comentários, nem vou por aí, mas não será tudo isto assustador?

É óbvio que não fiz uma "análise" exaustiva, nunca poderia ser essa a intenção, mas garanto-vos, o pouco que vi deixou-me inquieta, muito inquieta.

Para onde caminhamos? Que mundo queremos?
E estranhamos a loucura que campeia, um pouco por todo o lado? O "fermento" é servido em doses substanciais, logo...

19 comentários:

  1. Comentar agora é perigoso... ;)
    Sinal que estamos desocupados? Ahahah
    Tens razão!
    Há coisas escabrosas por aí...
    Mas por isso gosto de blogs, que me apresentam poesia, música, reflexões, estórias....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui, Boop, põe escabroso nisso! :(
      Mesmo com os blogues é necessário um certo - para não dizer muito - cuidado.
      Tenho-me apercebido de situações de bradar aos céus.:(

      Boa semana.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. O pior é que não parece que queiram debandar.

      Eliminar
  3. Excesso de órgãos de comunicação social com a consequente necessidade de preencher espaço.
    Junte-se o facto de que o que vende é a desgraça alheia e temos o puzzle completo. Ou quase.

    Sobre os blogues não me pronuncio. Não percebo nada do assunto.
    Aliás, nem disso nem de coisa alguma.
    :)

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Preencher espaço, alimentar mentes mórbidas, incentivar a seguir caminhos tudo, menos inocentes.

      Os blogues? Se tiveres alguma disponibilidade faz uma visitinha, aqui e ali, ao acaso, e verás.

      Beijinho.

      Eliminar
  4. As notícias que a GL fala, cheiram-me a coisas da CMTV. Pelo menos é o género do Correio da Manhã, jornal de que não gosto e me recuso a ler, no entanto é um dos mais vendidos/lidos deste nosso Portugal. Quem os consome mais? Surpresa! Pessoas já lá na terceira idade. Ah, pois!

    Quanto aos blogs, escrever, comentar, ora isso é do mais saudável que existe, exercita tudo o que é neurónio. Dizem muitos médicos que ler muito e escrever muito previne doenças como Alzheimer, isto em pessoas com uma idade mais avançada. Faz muito bem a todos. Antes isso do que dar para a bebida ou para a droga. Entretanto estamos na era das novas tecnologias e até dentro de um carro, no trânsito; dentro de autocarro à espera que siga, num consultório à espera da consulta; numa pausa para um café; em imensas ocasiões da para escrever, e para quem escreve depressa isso faz-se com um pé às costas. Novas tecnologias, GL. Muita gente lá do antigamente nem sequer imagina que até já se pode trabalhar à beira-mar, sentado numa esplanada, se o trabalho o permitir, claro. Já estou a ver muitas pessoas a dizer: não faz nenhum... é só boa vida :)))))

    Vamos a animar. GL, a vida também tem coisas muito boas, é só olhar para o outro lado das coisas.

    Beijinho e tenha uma boa noite :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada disso, Maria!
      Não saí da minha "ruela", que é como quem diz, foi só ir até à "esquina" e espreitar o link que estava lá, a espreitar.
      Este:
      https://www.noticiasaominuto.com

      Uma coisita aparentemente inocente, mas... ? Mas o suficiente para fazer destilar ódios, vomitar barbaridades.
      Qualquer que seja o grupo etário, aquilo é mesmo muito mau, nada a fazer. A idade, Maria, não deve servir de escudo para justificar o injustificável.

      Os blogues? Muito bem!
      Apetece-me dizer: "olhe que não, Maria, olhe que não!", as coisas não são assim tão simples.
      Faz bem aos neurónios, exercita a mente, alimenta o nosso gosto pela escrita? Sem dúvida! O problema é quando saímos da nossa zona de conforto, quando percorremos caminhos que nos levam a paragens que desconhecíamos. As descobertas? Nada simpáticas, acredite!

      Em síntese.
      Há dias deparei-me com uma situação que me deixou atónita. Por questões óbvios abstenho-me de dizer onde.
      Digamos: algures, por aí.
      A "coisa", não faço ideia qual, tinha tomado uma dimensão que já estava - pelo menos era o que se afirmava num dos comentários -, em Tribunal.
      Em Tribunal?! Nem queria acreditar. O mais estranho é que as alminhas continuavam, alegremente, a ofenderem-se mutuamente.
      Não, isto não! É normal? Maria, não deve, não pode ser. As redes sociais, sejam elas quais forem, não podem, não devem ser armas de falhados. Armas daqueles que não estão bem, nem com eles, nem com aqueles que os rodeiam, nem com o mundo e que, provavelmente(?!) por isso se comprazem em descarregar no outro.

      A vida tem coisas boas? Ó se tem! Valha-nos isso, senão...?!

      Beijinho, Maria, e tenha uma boa semana.

      P.S. Ah! E já agora, faça o favor de ser feliz!:)

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Pois é!
      E quando o vento passa a nortada?!

      Eliminar
  6. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  7. Tens razão!
    A desgraça...
    O politicamente correcto...
    O rebanho...
    Mas a evolução tecnológica é óptima se soubermos usufriur dela!

    Abraço grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A estupidez...
      O desrespeito...
      O "vale tudo", até pisar...
      A evolução tecnológica significa um passo gigante para a sociedade, mas...? Mas, e como tudo, tem verso e reverso.

      Abraço grande, grande.

      Eliminar
  8. O mundo da comunicação vive em prole das audiências/visualizações... também nos blogues, tal como na televisão... já que muitos blogues, terão até parcerias com algumas marcas... pelo que muitas das suas visualizações se conseguem com uma boa interligação a redes sociais...
    Eu falando por mim... não publico em quantidade... não massacro os leitores com textos extensos (pois sei que muita gente lerá a primeira linha, umas palavras do meio... passando rapidamente para a última linha), procurando passar mensagens, que possa considerar com algum interesse, em pouco mais de meia dúzia de linhas... e sempre que tenho disponibilidade, gosto de visitar os demais espaços... onde deixo comentários mais ou menos extensos, consoante o teor do que esteja a comentar... e o interesse que o assunto me suscite...
    Não tenho um grande número de visualizações, pois ainda não arranjei tempo nem paciência para redes sociais... e contudo tenho um razoável número de comentários... talvez, porque comente noutros blogues... porque na net... diga-se o que se disser... quem não comenta, aos poucos deixará de ser comentado, sobretudo se se estiver mais afastado de redes sociais!...
    Existem blogues, com imensas visualizações, e que terão até meia dúzia de comentários, se tanto, porquê?... Porque se tornaram monólogos... artigos de opinião... reviews a fazer publicidade a algum produto... mas cujos autores não interagem com os leitores... assim sendo... o número de comentários, escassos nestes casos... poderá até não lhes afectar o número de visualizações...
    E depois temos as redes sociais... onde facilmente se reduz a pó, aquilo de que não se gosta, ou com o que não se concorda, com opiniões bem curtas... e mordazes... e assim vai o mundo... opinando... sobre tudo e todos... ainda assim... prefiro o mundo dos blogues... mais calmo!... E mais ao ritmo de cada um... onde cada um, tem o livre arbítrio, para cativar como entende, o seu pequeno mundo de leitores...
    Beijinho! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo isso é normal, Ana, as coisas funcionam mesmo assim.
      As parcerias exigem mais visualizações, etc. É bom não esquecer que muitos bloggers tiram dividendos com isto, o que deixa de ser normal é a falta de respeito.
      Se quer que lhe diga francamente nunca tive qualquer tipo de preocupação com o número de comentários. É muito gratificante que nos leiam, é um prazer ter amigos que nos seguem, mas...
      Há coisas tão estranhas - serão assim tanto (?!) -, coisas essas que me deixam a pensar. Há blogues óptimos, pessoas que escrevem muito, muito bem sobre temas actuais e interessantíssimos. Pessoas que fazem a diferença pela positiva, que de ocas nada têm, no entanto, acabam por ter um, dois, três comentários. Entende-se, isto? Entende! Aliás, acho que é precisamente isso que explica a atitude de muitos. Interessa o "diz que diz", o resto?!...
      É triste, mas é assim!

      Boa semana, Ana.
      Beijinho.

      Eliminar
  9. Leio muito e no que toca a televisão não vejo canais que "batem na tecla da desgraça até à exaustão". Não ando nas ditas/famosas redes sociais mas gosto mais de blogues onde aprendo sempre e GL o mundo sempre foi assim só que não havia os meus tecnológicos de hoje...que alguém dá um p... no pólo Norte e todo mundo fica a saber:))))

    Agora vou ver um dos meus desportos de eleição: Ténis:)))

    Beijos e deixa o mundo rolar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que tal o Ténis? Que grande paixão, sô dona Fatyly! Aliás, paixão conhecida de muitos de nós!:)

      Nada disso. Não andei a ver - que me conste não fiz mal a ninguém!:) - esses canais. Referia-me à Internet, mais concretamente ao "Notícias ao minuto". Aquilo, em termos de comentários, consegue ser muito mauzinho.
      Os blogues? Expliquei, na resposta que dei à Maria, a minha "experiência" nessa "excursão" por "mares nunca dantes navegados". Claro que são situações, pelo menos quero crer, pontuais, mas que é muito mau, isso é.

      Tenha uma boa semana, sô dona Fatyly.:)
      Beijinho.

      Eliminar
  10. Foi chão que deu uvas, isto dos blogues. Sou do tempo em que só havia meia dúzia. Éramos uma família. A blogosfera cresceu, eu fui uma de tantas vítimas de haters, pessoas sem vida própria que comentavam o meu blogue diariamente no sentido pejorativo. Fechei comentários e agora já não tenho blogue, mas um site é continuo sem aceitar comentários.

    Os comentários que me interessam são os dos meus clientes.

    A única amizade - bem mais que amizade - criei consigo, para a vida toda.

    Nadine Pinto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também fui prendada com a visita desses "amigos", daí ter fechado o primeiro blog que criei. Pessoas de mal com o mundo que se comprazem em infernizar vida do Outro.
      Acreditas que tenho pena dessas criaturas? Que mal se devem sentir! Se a compensação para as frustrações que é a vida deles é essa, está tudo dito...:(

      A nossa amizade? Bonita, e para a vida toda, sim, só que agora somos mais! De uma, multiplicaste-te em quantos? Ah, pois!:))

      Sabes que gosto muito de olhos azuis? Um azul que oscila entre o do mar e do céu?:)))

      Eliminar